Livros mais amados! <3

10528081_10204337409059201_1782014196_nRecebi uma mensagem pedindo uma lista de livros preferidos e adorei a ideia. Foi difícil escolher os mais amados!

Há vários livros interessantes e importantíssimos para todos os profissionais, com técnicas e dicas ótimas, e poderia fazer uma lista enorme por tema. Mas aqui, coloquei aqueles que me inspiram sempre. São todos importados, a maioria em inglês, mas todos muito completos e didáticos, com fotos de passo-a-passo e detalhes. (Quem quiser comprar, recomendo procurar na amazon.com!)

O mais querido de todos é o “Cakewalk” da Margaret Braun. Meu exemplar está tão velhinho e usado que já perdeu a capa… Aproveitando, acabou de entrar no ar o site novo dela, e vale a pena conhecer. Ficou lindooooo: www.margaretbraun.com!

10474157_10204337409979224_1237450765_n

O livro tem de tudo um pouco: O processo criativo, técnicas bem explicadas, receitas que funcionam (os bolos são deliciosos!!!) e um jeito lindo de combinar cores que sempre encanta.

Pessoalmente, amo modelagem e duas autoras são super importantes na minha opinião: Debbie Brown e Maisie Parrish. No caso da Debbie, o “Enchanted Cakes for Children” é o meu preferido. Modelagens de efeito lindo e fáceis. O site dela tem várias coisas lindas: http://www.debbiebrownscakes.co.uk

A Maisie Parrish também tem vários livros, todos incríveis. Ela faz bonecos cheios de expressão, muito fofos! http://www.maisieparrish.com. O “Cakes with Character” é o eleito!

Falando em modelagem, têm mais dois livros que ando namorando muito:

10525096_10204337413739318_2022244057_n

“Magic Marzipan” do suíço Franz Ziegler (http://www.franzziegler.ch) traz uma modelagem super diferente, feita toda em marzipã. Olha este dinossauro que aparece na capa! <3 <3 <3

10543762_10204337417179404_1557586679_nE o “Animation in Sugar” do Carlos Lischetti, http://carloslischetti.blogspot.com.br, sobre o qual já falei aqui no blog.

Na foto lá de cima eles nem aparecem direito, mas eu amo os dois livros da Elisa Strauss, de Nova York (http://www.confetticakes.com). Ela já lançou o “Confetti Cakes” e o “Confetti Cakes for Kids”. Estes dois livros são muito lindos, com todos os tipos de dicas e técnicas e também tem receitas maravilhosas. Já testei várias e sempre deram certo! É perfeito para quem quer fazer bolos esculpidos, pois as instruções dela são completíssimas. Além dos bolos, há biscoitos e cupcakes que são um sucesso! ;)

Post Inspiração: Rachel Mount

10396520_10204013283516265_1505380811_n
Gente, vocês conhecem o trabalho lindo, inspirador e fora de série da Rachel Mount?
Vale a pena conhecer: www.rachelmount.com!
Ela tem uma historia muito legal: Aprendeu tudo sozinha testando técnicas, receitas, comprando livros e fazendo muitos bolos para amigos e família.
10419864_10204013284036278_572960497_n
Na minha opinião, é uma super artista e criadora de tendências. Super autêntica! Outro detalhe legal do trabalho dela é que até hoje, com mais de 20 anos de experiência, e fazendo bolos para celebridades mundo afora, ela trabalha sozinha, esculpindo cada um dos seus bolos!

Modelagem: Rostos em Pasta Americana

Hoje o post é para quem gosta de modelagem em pasta americana. 10409819_10203972248450414_1744367347_n Ok, é um pouco específico, mas acho que pode inspirar o pessoal que faz bolos decorados. Hoje vou falar só do rostinho. Talvez seja bacana para o pessoal que já tentou fazer alguma coisa antes e está familiarizado com os materiais que usamos.

Ando pesquisando bastante bonecos com mais expressão e deixando os rostinhos com mais detalhes. Este aqui foi super inspirado no trabalho da Maisie Parrish que é divina (http://www.maisieparrish.com)!

Usei pasta americana comprada pronta tingida no tom cor da pele e cola feita com 250 ml de água e 1 colher de chá de CMC (uma mistura que descansou algumas horas para ficar homogênea!). Como sempre, tudo começa com uma bolinha de pasta bem lisa. O primeiro passo é afinar ligeiramente um dos lados, como se você fosse fazer uma gota, mas deixando ainda tudo bem redondinho. 10357842_10203972250730471_1748451677_n Trace uma linha imaginária no meio do rostinho e marque os olhos com um boleador acima desta linha. 10361123_10203972251330486_978213818_n Em seguida, com a base de um bico de confeitar marque a boca abaixo da sua linha imaginária. 10364433_10203972251970502_340667393_n Com uma esteca Dresden marque os cantos da boca. 10396410_10203972252810523_1413691260_n A partir desta etapa, eu acho mais fácil continuar a modelagem com a cabeça já colada ao restante do corpinho. Preencha os olhos com duas bolinhas de pasta branca e faça o nariz: Uma bolinha bem pequena de pasta cor da pele que é modelada como uma gotinha. 10362380_10203972253930551_1235782184_n As pupilas são duas micro bolinhas (aqui pretas) e o detalhe importante para um olhar bacana é fazer uma pálpebra: De novo, uma micro bolinha de pasta cor da pele que é afinada nas pontas. Nesta etapa, cuidado com a cola e use muito pouco!!! 10361248_10203972254690570_2085425477_n O acabamento é feito com as orelhas e o detalhe da sobrancelha. O boneco não tem “cílios”, mas uma tirinha-mais-do-que-minúscula logo abaixo das pálpebras dá um charme!   10388320_10203972256210608_2070386127_a Feito. Boneco pronto! =D

“Flores” de Abacaxi

Na semana passada, usei estas flores de abacaxi para decorar minha Tarte Tatin feita na TV e cuja receita apareceu aqui no blog, com direito a todos os truques!

10291101_317969445024645_7481107236179438705_n

Acabei recebendo mensagens que pediam pra contar como fazer as flores de abacaxi. Então, aqui o passo a passo das etapas mais importantes:

É bem fácil de fazer, mas o sucesso depende de um bom tapete antiaderente. Você pode usar silpat, se tiver, ou qualquer tapete de múltiplo uso. Eu usei um da marca Willian-Sonoma, comprado em NY, mas no Brasil você acha fácil na Barradoce. (que tem loja online também: http://www.barradoce.com.br/cat/acessorios_e_utensilios/listagem.php?id=63631)

Eu adoro substituir utensílios complicados por opções mais baratas e simples, mas neste caso, tentei com papel manteiga e não deu certo. Se alguém conseguir, conta aqui pra gente!!!

Bom, dito isto sobre o tapete, o resto é super descomplicado!

Use abacaxi maduro (pérola e hawai funcionam) e corte com uma boa faca em fatias bem finas.

10342614_10203913366658406_1088329518_n

A fatia tem que ser fina mesmo, imagine uns 2 a 3 milímetros. Feito isto, coloque-as cuidadosamente em cima do seu tapete, e leve ao forno. Eu coloquei a temperatura de 140 graus e deixei a porta entreaberta. Caso seu forno tenha a temperatura de 90 graus não precisa deixar uma fresta na porta do forno, pois essa é a temperatura perfeita!

photo.php

Feito isso, basta aguardar as fatias secarem. É importante que elas sejam “viradas” e isto deve ser feito com todo o cuidado do mundo. As minhas ficaram prontas em, aproximadamente, 1 hora.

10331625_10203913368578454_2106103693_n

Quando as fatias estiverem bem douradas e secas, retire com cuidado e imediatamente coloque cada uma dentro dos buracos de uma forma de mini muffin. Assim, elas irão esfriar neste formato de flor.

photo3.php

DICA: Na minha segunda fornada, notei que as flores continuaram moles depois desta etapa. Para corrigir, coloquei de novo no forno, dentro da forma de muffins, e deixei na mesma temperatura por mais 15 minutos. Depois de totalmente frias, guardei em um pote bem tampado! ;)

Tarte Tatin de Abacaxi com Creme de Coco

10308230_10203879332247567_6897892663589992681_n

Inspirada na clássica Tarte Tatin, sobremesa francesa feita com maçãs, criamos uma versão mais tropical com coco e abacaxi. Esta torta tem uma aparência mais simples, rústica mesmo! O charme é a fruta caramelada, que fica por cima quando a forma é virada.

Você pode escolher fazer tanto uma torta grande, como várias pequenas. Como eu queria montar a sobremesa com o creme, preferi fazer versões individuais. Esta receita rende uma torta de aproximadamente 24 cm de diâmetro, ou 8 pequenas, dependendo do tamanho das forminhas. Vamos começar pelo creme de coco, que é bem versátil e serve para acompanhar outras sobremesas também:

Creme de coco

300 ml de leite de coco

200 ml de leite

4 gemas

100 g de açúcar

25 g de farinha de trigo

25 g de maisena

1 colher de chá de baunilha

Dissolva a maisena e a farinha em um pouco de leite. Bata as gemas com o açúcar e misture aos leite.

10342736_10203876631780057_2027986160_n

974632_10203876634740131_1493470078_n

 

Junte a baunilha e leve tudo ao fogo, mexendo sempre,até ferver e engrossar.

10346887_10203876635580152_252617836_n

Espere esfriar e sirva.

Massa;

250 g de farinha de trigo

100g de manteiga sem sal

100 g de açúcar de confeiteiro

1 pitada de sal

1 gema de ovo

1 colher de sopa de água

Para a massa, coloque a manteiga em uma tigela, junte a baunilha e o açúcar de confeiteiro e bata.

974626_10203876636780182_1596720225_n

Acrescente a gema, misture bem.

10312166_10203876638460224_1298817336_n (1)

Junte a farinha e amasse até que fique homogêneo.

10311799_10203876639100240_1053635989_n

Embrulhe em filme plástico e leve a geladeira por uma hora.

Recheio

1 abacaxi maduro em rodelas grossas

1 xícara de açúcar

100 g de manteiga em temperatura ambiente

1 pedaço de gengibre de

1 centímetro

1 colher de chá de extrato de baunilha

Em uma frigideira que possa ir ao forno coloque a manteiga, açúcar e deixe derreter.

10346891_10203876640580277_1987821607_n

 

Junte as fatias de abacaxi e o gengibre e cozinhe, até que caramelize, aproximadamente 20 minutos.

10338919_10203876642220318_1894450623_n

10344904_10203876642940336_2107317658_n

Retire do fogo e deixe esfriar. Coloque em forminhas untadas com manteiga, ajeitando os pedaços de fruta e um pouco de calda.

10331698_10203876644340371_645820198_n

Abra a massa com um rolo ate que fique ligeiramente maior que o diâmetro da frigideira, e cubra as fatias de abacaxi.

10327225_10203876645380397_1413565573_n

Leve ao forno pré-aquecido à 180 graus por aproximadamente 30 minutos, até que fique dourada.

10311914_10203876647060439_626925077_n

Retire do forno e espere 5 minutos.Desenforme ainda quente, vire em um prato de servir e sirva acompanhado do creme.

10344858_10203876657940711_966842759_n

Podem ser montadas porções individuais e, caso não tenha a frigideira, esta torta pode ser feita em uma forma antiaderente.

10345565_10203878632390071_780953027916215896_n

Flores de Glacê Real

Estas flores são bem diferentes… Na verdade, meio estilizadas. Gosto muito disso!
Acho divertido, porque é quase uma interpretação da flor. Sempre que eu faço este tipo de trabalho lembro da Margaret Braun
6179CC9WPWL._SL500_AA300_
Eu já tive aula com ela (Ameeei!! Super fofa!) e no livro Cakewalk ela diz que acredita que a gente nunca vai conseguir superar a natureza. Por isto, ela não faz aquelas flores de massa elástica, super realistas. Ela se inspira no desenho de flores e cria imagens, desenhos e modelagens bem diferentes.
Aqui, uma flor que tem alguma coisa de um crisântemo, eu acho. Vi uma vez em um bolo da Martha Stewart, e desenvolvi esta maneira de fazer.
A grande vantagem é que é simples: você só precisa de um bico perle, saco de confeitar e glacê real. E, não precisa ser uma expert com glacê, basta a habilidade de fazer as “pétalas” no mesmo tamanho.
Para fazer:
Faça várias “gotas”, bem alongadas, com glacê em cima de uma superfície lisa forrada com plástico (Uso saquinhos de congelar alimentos!). Deixe secar completamente. A secagem pode levar umas 5  horas.
foto 1
Destaque todas as pétalas, tomando cuidado para que não quebrem. Faça uma bolinha de glacê e, cuidadosamente, vá “espetando” as pétalas de fora para dentro até completar a flor.
foto 2foto 3
Deixe secar novamente. Esta etapa pode demorar um pouco mais e por conta disto, deixo de um dia para outro.
Pronto, basta colar no seu bolo!
foto 5
Aqui, o bolo foi inteirinho decorado com peças e flores de glacê.
10306840_10203805771648598_384615122_n

Projeto pâtissier: mão na massa!

bolo1

A editora online da Revista Glamour, Paola Deodoro, veio fazer algumas aulas e aprendeu o bê-á-bá da decoração de bolos.

Confira o relato dela:

“Depois de entender a diferença entre as coberturas, as texturas e as aplicações mais indicadas na última aula, coloquei a mão na massa pra valer. E fiquei um bom tempinho acertando o tom ideal do pink para as flores. Escolhi dois modelos – uma mais arredondada, tipo margarida, e uma de pétalas mais pontudas. E olha o truque maravilhoso: usar um boleador – um instrumento pontiagudo com uma esfera na ponta – para “arrebitar” a flor. Assim, basta passar, com bastante amor e delicadeza, o boleador em todas as pétalas da flor, puxando de dentro para fora, até que elas levantem um pouco. Finaliza apertando o centro, levantando ainda mais as pétalas para deixar o bolo com mais movimento.

bolo3

Depois de “esculpir” as flores, a parte que mais me aterrorizava: a temida pasta americana. Sério. Como uma pasta com bastante rigidez consegue contornar um bolo com formato arredondado? Parecia uma empreitada quase impossível. E não é que funciona? É muito importante deixar a pasta na consistência perfeita. Abrir com o rolo em um tamanho maior que o bolo e alisar muito, para que a superfície fique livre de rugas ou acúmulos de massa. Depois, basta enrolar a massa em volta do rolo, posicionar sobre o bolo e abrir com muita calma nessa hora (!). É como se você fosse vestir o bolo, contornando a área com as mãos, para desfazer as pregas.

Descrever assim parece difícil, mas a pasta é mágica! Ela se ajusta superbem nos contornos e a única exigência é que seja realmente aplicada com delicadeza.

Ah, já ia esquecendo! Entre o bolo e a pasta americana é preciso colocar uma camada de glacê real, que funciona como uma cola. Ele também ajuda a fixar as flores sobre o bolo – e ainda faz as vezes do miolinho branco. Os coraçõeszinhos já estavam prontos. Peguei no superarsenal da Otavia – ela tem cada coisa linda que é de emocionar. Eles são feitos de papel de arroz, bonitinhos e comestíveis.”

bolo2

E então, aprovaram o bolo criado pela querida Paola? =D

Ficou com vontade de aprender também? Escreva pra gente lá na página do facebook:

http://www.facebook.com/otaviaboloebrigadeiro

Glacê de Cream Cheese e Baunilha

10259580_10203759898221791_1158259135_n

Depois que eu postei essa foto na página, recebi um monte de e-mails e mensagens pedindo a receita do glacê que usei nos bolinhos. Então, lá vai!

Estes bolinhos foram feitos para decorar a mesa em que apresentei meu bolo de Páscoa (post anterior) feito na TV. Sem dúvida, esta receita é uma das minhas preferidas!!! Sempre dá certo, é pau para toda obra (pode ser usada até como recheio de bolo), dura, não resseca…Enfim, um sucesso!

A receita é fácil, mas ela tem um detalhe: A baunilha. Neste caso, é muito importante usar extrato natural de baunilha. Não dá certo substituir por essência, mesmo. Vai ficar com gosto de manteiga. Eu tenho usado este aqui, da Nomu: Ele é excelente. Por aqui, também é fácil encontrar da Wilton. Se por acaso você não achar nada parecido, um jeito é usar uma fava inteira (raspando as sementinhas) e mais umas gotas de essência. Eu encontrei na BarraDoce suuuuuper fácil: www.barradoce.com.br!

10253293_10203760010264592_479829939_n

Receita

300 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

300 g de cream cheese em temperatura ambiente

480 g de açúcar impalpável

50 g de pó para glacê real

2 colheres de chá de extrato natural de baunilha

Misture o açúcar impalpável e o pó para glacê real. Bata a manteiga e o cream cheese até ficar cremoso e junte o açúcar com cuidado, aos poucos. Bata até ficar homogêneo, e acrescente a baunilha. Misture bem. Coloque a mistura na geladeira por aproximadamente 30 minutos.

“Simnel Cake”: Bolo Inglês de Páscoa

1507717_10203724682301415_4834456447042894007_n

Eu estava acostumada a comer bolos de frutas no Natal. Inclusive, amo!! Mas, este ano, pesquisando uma opção diferente e interessante para apresentar na TV descobri esta receita.

É um bolo bem tradicional na Páscoa inglesa e, aparentemente, a receita surgiu na Idade Média. Ela teria sido criada para que o bolo fosse comido em um sábado bem no meio da quaresma. A marca registrada deste bolo é o marzipã, que aparece como um recheio e também cobrindo e decorando o bolo. Para manter o costume, ele deve ser decorado com 11 bolinhas de marzipã, simbolizando os apóstolos mas desconsiderando Judas.

Ingredientes:

180 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

160 g açúcar comum

3 ovos

180 g de farinha de trigo

1 pitada de pimenta da Jamaica

1 colher de chá de canela

1 pitada de noz moscada

1 pitada de sal

300 g de passas brancas 100 g de cerejas em calda ou glaceadas

50 g de frutas cristalizadas

casca ralada de 1 limão siciliano

300 g de marzipan pronto

100 g de geleia de damasco

10255058_10203722783933957_1360490588_nBata a manteiga com o açúcar e junte os ovos um de cada vez.

10264595_10203722788134062_1376360578_nMisture as frutas secas com a casca de limão e reserve.

10250887_10203722791174138_183586849_nPeneire a farinha com as especiarias e junte à mistura de ovos delicadamente.

10168262_10203722793254190_80984662_nJunte as frutas e misture bem.

961046_10203722798574323_2027497085_n

Coloque metade da mistura em uma forma de aro de aproximadamente 20 cm de diâmetro.

Abra 120 g do marzipan em um disco e coloque sobre a metade da massa, depois cubra com o restante da massa.

10259512_10203722802614424_1564085170_n

Leve ao forno preaquecido à 180 graus e asse até que, espetando um palito, ele saia seco.

Retire do forno, espalhe um pouco da geleia de damasco e deixe esfriar. Decore com o restante do marzipan.

Prontinho!!! É só servir…

10004057_10203724527537546_5001858934963036878_n

 

A Fantástica Fábrica de Chocolates de Alain Ducasse

Quando estava escrevendo o último post falei rapidinho sobre chocolate artesanal. Fui pesquisar o assunto e descobri um vídeo lindo que queria dividir com vocês. Quem me mandou foi o Vitor Hugo, que escreve um dos meus blogs preferidos: o Prato Fundo. (http://pratofundo.com)

vht-bowties

O super chef Alain Ducasse é um fenômeno. Além da proeza de comandar três restaurantes, cada um com três estrelas Michelin (Londres, Paris e Mônaco), tem hotéis, escolas, lojas e já escreveu vários livros. Para saber de tudo, vale a pena dar uma olhada no site: http://www.alain-ducasse.com

highest_earning_chefs_alain_ducasse_600x450

Recentemente, ele resolveu investir no mundo do chocolate, e inaugurou em Paris a primeira loja da cidade a realmente fazer o próprio chocolate: “La Manufacture de Chocolat”.É um processo muito artesanal, que requer trabalho de “expert” em cada etapa.

8481584948_2c688f0375

 

No vídeo, uma provinha do que eles podem fazer: http://vimeo.com/87452228!